Lua Azul | 04 de Maio a 02 de Junho

Na última lunação outonal, caminhos se abrem no centro. Os caminhos, ou as encruzilhadas, são cartas de escolhas, decisões para onde irmos. Nesta lua, muitos de nós podem estar chegando a momentos decisivos, a situações em que teremos de sair da neutralidade e escolher se viramos à esquerda ou à direita. A pergunta que ressoa, sempre, é que caminho devemos tomar? Se não sabemos onde queremos ir, pouco importa que caminho tomar. Ter clareza do objetivo é a melhor bússola que podemos encontrar.

Sincronicamente, a carta do caminho está entre o Sol e a Lua, entre o masculino e feminino, entre a razão e a intuição. Há o caminho óbvio, o caminho que racionalmente faz sentido e nos traz sucesso e realização, e a o caminho escondido, que surge no fundo da mente quando estamos sozinhos e que, intuitivamente, poderíamos tomar ainda que qualquer outra pessoa acharia loucura. A decisão real aqui está entre seguir o fluxo natural ou ter a coragem de navegar por águas desconhecidas. Qual você escolhe?

A boa notícia é que ambas as direções se apresentam como boas possibilidades. O caminho racional traz, de fato, realização, estabilidade e sucesso. O caminho intuitivo traz crescimento pessoal, cura interior e autotransformação. Basta saber para onde você quer ir agora.

O Guaxinim vem ao nosso auxílio, ajudando-nos a escolher. Inteligente, rápido e sagaz, o Guaxinim nos aconselha a sermos espertos em nossos movimentos. Quem anuncia seus passos está sempre em posição vulnerável; deixe para contar sobre seus caminhos quando já estiver neles, saiba usar sua inteligência e eloquência a seu favor. Os animais pequenos só sobrevivem quando conseguem ser furtivos e discretos, e o Guaxinim não é exceção.

O Guaxinim usa uma máscara. Cuidado, não confunda discrição com mentiras e falsidade. Busque ser verdadeiro consigo e com o outro e, principalmente, fique atento às máscaras que você insiste em usar: fingir que está tudo bem, fingir que aquilo não lhe incomodou, fingir uma relação que não existe. Deixe de lado as máscaras, elas sempre são um peso a mais na estrada. Se não quer dizer a verdade, fique em silêncio, mas não minta. Preste atenção também aos outros e suas máscaras; talvez nesta lua a verdade sobre aqueles que julgamos ser amigos e companheiros apareça. Use essa informação com sabedoria. Não confunda inoscência com leveza: a primeira é fruto da ignorância, e a segunda, resultado da sabedoria.

“Tira a máscara que cobre o seu rosto
Se mostre e eu descubro se eu gosto
Do seu verdadeiro jeito de ser

Ninguém merece ser só mais um bonitinho
Nem transparecer, consciente, inconsequente
Sem se preocupar em ser adulto ou criança
O importante é ser você

Mesmo que seja estranho, seja você
Mesmo que seja bizarro, bizarro, bizarro”

Arthur Luna Borba | Ateliê Quartzo
Tarot, Reiki, Ayurveda e Magia Natural
Entre em contato
Presencial em Porto Alegre e Caxias do Sul | online para qualquer lugar

Para mais informações sobre o calendário lunar: https://mailchi.mp/7a879354f3fc/calendariolunar20192020